Entrevista na rádio CBN – Globo – 12.11.2008

Gibran Khalil Gibran foi um pensador libanês e escritor que ocupa lugar de destaque na literatura dos imigrantes árabes no novo mundo. Considerado um revolucionário, Gibran foi defensor dos direitos das mulheres orientais. Declarou guerra contra as oligarquias dominantes e sanguinárias dos Sultões Otomanos e revelou sua divergência ao cinismo latifundiário religioso e temporal libanês, bradando por liberdade. Heródoto Barbeiro conversou com o escritor Assaad Zaidan, autor da biografia de Gibran Khalil Gibran…. Qua, 12/11/08 por herodoto.barbeiro

 

 

Páginas de histórias de Gibran

O escritor árabe Assaad Zaidan lança livro sobre o pensador libanês durante a 20ª Bienal Internacional do Livro, que acontece até o dia 24 de agosto, em São Paulo.

Cláudia M. Abreu

 

Divulgação

Gibran Khalil Gibran é tema de Zaidan

São Paulo – A poesia e a filosofia de Gibran Khalil Gibran estão nas páginas do novo livro do escritor Assaad Yoessef Zaidan. O autor, de origem libanesa, está lançando na vigésima Bienal Internacional do Livro, de São Paulo, uma biografia do pensador libanês, "Gibran Khalil Gibran, Filósofo dos profetas, profeta dos filósofos", pela editora Escrituras. “O trabalho levou 22 meses para ser concluído, mas sou um apaixonado pela história de Gibran Khalil Gibran desde os meus 15 anos, quando comecei a ler seus livros”, afirma Assaad Zaidan, de 75 anos. Gibran escreveu 16 livros, oito em inglês e oito na língua árabe.

A obra de Zaidan tem 412 páginas e foi dividida em sete partes. No início de cada uma delas, frases do autor sobre Gibran, relacionadas ao tema do capítulo. E no final, frases, citações do próprio Gibran, escolhidas com primor por Zaidan. O resultado, segundo Gabriel Chalita, que fez o prefácio do livro, é uma biografia romanceada, bem escrita e amorosa. “É uma contribuição à compreensão da vida – e portanto da obra – do profeta e filósofo Gibran Khalil Gibran”, escreveu.

No volume, o leitor vai encontrar informações da vida e do contexto em que Gibran escreveu sua obra. “A história dele se mistura à história do Líbano e dos outros lugares onde ele viveu”, diz Zaidan. Gibran Khalil também viveu nos Estados Unidos e na França, e, nesses países encontrou pessoas que o apoiaram no desenvolvimento de sua arte, como o jornalista Amin Gorayeb , do jornal Al Mohager, de Nova Iorque. Segundo Zaidan, Gorayeb convidou Gibran para escrever crônicas e poesias no jornal e garantiu-lhe que faria a revisão gramatical. Em 1904, o Al Mohager publicava a primeira crônica de Gibran. No ano seguinte, a gráfica do jornal publicou os contos e poesias do pensador.

Zaidan revela também que Gibran Khalil Gibran tinha um meio-irmão brasileiro, por parte de mãe. “Se chamava Pedro e morreu em Boston, em 1903 com tuberculose”, diz o autor. A mãe, Sultana, havia falecido um ano antes e a irmã, Kemilah, também morreu em 1903 atacada por varíola e tuberculose. “Foram os piores dias da vida de Gibran, ele passou um ano e meio enfrentando a morte em casa, mas conseguiu retomar a sua vida e continuar a sua obra”, conta Zaidan. Artista completo, Gibran faleceu em 1931. “Aos 48 anos, Gibran, que teve uma existência cheia de vida, fértil, realizações literárias, filosóficas e humanitárias, se libertou deste mundo para encontrar seu criador”, escreve Zaidan.

Sobre o autor

Assaad Zaidan nasceu no Líbano, no vilarejo de Rweast El Balout – El Maten, e veio para o Brasil no fim de 1952. Morou nas Alagoas e, como gosta de dizer, foi lá que aprendeu português “errado”. Mudou-se para Belém, sempre escrevendo e atento ao que acontecia no seu país de origem, na região árabe e também no Brasil. Escreveu crônicas para jornais e revistas do Iraque e também para jornais de Belém do Pará. Seu primeiro livro, "Opinião de um imigrante", foi lançado em 1963, em árabe. A biografia de Gibran é seu nono livro.



Link da Matéria: http://www.anba.com.br/noticia_artes.kmf?cod=7600189&indice=10

Poesia e Romance:

Gibran Khalil Gibran

Nascido na cidade dos cedros, em Bicharre, em 06 de dezembro de 1.883, foi um dos escritores mais célebres do Líbano, conhecido pela beleza, delicadeza e espiritualidade de sua literatura e pintura. Com 11 anos de idade migrou para Boston, com parte da família, retornando ao Líbano em 1894 para terminar os estudos. Em 1902 volta para Boston, porém, com a morte da mãe e do irmão, o escritor inicia a produção de uma série de artigos e pinturas místicas, que lhe assegurarão uma bolsa de estudos na França. Viveu em Paris por dois anos, onde aprofundou suas técnicas de desenho, pintura e escultura. Ao retornar para os Estados Unidos em 1910, decidiu viver por um tempo em Nova Iorque, cidade que permanecerá até sua morte em 10 de abril de 1931, com apenas 48 anos. Em 21 de agosto de 1931, seus restos mortais chegam à terra pátria, o Líbano, onde será recebido pela população emocionada. Seu corpo está enterrado em um convento próximo à sua cidade natal (Bicharre), no vale de Kadisha, uma região de rara beleza, ladeada pelas montanhas e pelos cedros do Líbano, uma paisagem que sempre inspirou o eterno Gibran Khalil Gibran.

Principais obras:

  • GIBRAN, Gibran Khalil. As almas rebeldes. Rio de Janeiro: Associação Cultural Internacional Gibran, 1976.
  • GIBRAN, Gibran Khalil. Asas partidas: o primeiro amor de Gibran. Rio de Janeiro: Record, 1957.
  • GIBRAN, Gibran Khalil . As Ninfas do Vale. Rio de Janeiro: Associação Cultural Internacional Gibran, 19_.
  • GIBRAN, Gibran Khalil. As Procissões: A música. Rio de Janeiro: Associação Cultural Internacional Gibran, 197_.
  • GIBRAN, Gibran Khalil. Curiosidades e Belezas. Rio de Janeiro: Associação Cultural Internacional Gibran, 197_.
  • GIBRAN, Gibran Khalil. O Profeta. Rio de Janeiro: Associação Cultural Internacional Gibran, 1976.
  • GIBRAN, Gibran Khalill. Jesus, o filho do Homem. 3. ed. São Paulo: Civilização Brasileira, 1970.
  • GIBRAN, Gibran Khalil. Uma lágrima e um sorriso. Rio de Janeiro: Associação Cultural Internacional Gibran, 1974.
  • GIBRAN, Gibran Khalil. O louco. Rio de Janeiro: Vozes, 1973.
  • GIBRAN, Gibran Khalil. Os mais belos pensamentos de Gibran. Rio de Janeiro: Associação Cultural Internacional Gibran, 197_.
  • GIBRAN, Gibran Khalil. Mensagens espirituais. 7. ed. Rio de Janeiro: Record, c1962.
  • GIBRAN, Gibran Khalil. Parábolas. Rio de Janeiro: Associação Cultural Internacional Gibran, 1973.
  • GIBRAN, Gibran Khalil. O precursor. Rio de Janeiro: Associação Cultural Internacional Gibran, 1977.
  • GIBRAN, Gibran Khalil. O profeta do jardim. Rio de Janeiro: Associação Cultural Internacional Gibran, 1973.
  • GIBRAN, Gibran Khalil. Segredos do coração : poemas e reflexões. 2. ed. Rio de Janeiro: Record, 196_.
  • GIBRAN, Gibran Khalil. Temporais. Rio de Janeiro: Associação Cultural Internacional Gibran, 1973.

 

Mansour Challita

O libanês Mansour Challita nasceu na Colômbia, mas ainda na infância se mudou para o Líbano, onde se graduou em Letras e Filosofia. Na Década de 1950 se mudou para o Brasil, onde teve papel fundamental na difusão da obra do escritor libanês Gibran Khalil Gibran, pois foi o seu maior tradutor. Além das traduções das obras de Gibran, Challita também contribui para a difusão da literatura árabe, como pode ser observado na obra "As mais belas páginas da literatura árabe", além da tradução o Alcorão.

Principais obras:

  • CHALLITA, Mansour. As mais belas páginas da literatura árabe: amor, humorismo, sabedoria, espiritualidade. Rio de Janeiro: Associação Cultural Internacional Gibran, 1973.
  • CHALLITA, Mansour. Belíssimas páginas da literatura universal. Rio de Janeiro: Associação Cultural Internacional Gibran, [19- ].
  • CHALLITA, Mansour. Charbel: milagres no século XX. São Paulo: ACIGI, [19- ].
  • CHALLITA, Mansour. Esse desconhecido Oriente Medio. 2. ed. Rio de Janeiro: Revan, 1991.
  • CHALLITA, MANSOUR. AS MAIS BELAS PAGINAS DA LITERATURA LIBANESA. 19

 

Assaad Youssef Zaidan

O Libanês Assaad Zaidan nasceu em 1933, na cidade de Rweast el Balout e migrou para o Brasil em 1952. Têm se destacado por suas obras em língua árabe e em língua portuguesa, sendo que muitas delas tentam reforçar os laços existentes entre a cultura libanesa e a brasileira. Seu último livro retrata a vida e o pensamento do mais célebre escritor libanês do século XX, Gibran Khalil Gibran. O autor é admirado pela dedicação em pesquisar as raízes da migração libanesa no Brasil e as belezas da língua árabe e sua influência na língua portuguesa.

Principais obras:

  • ZAIDAN, Assaad. Letras e História: Mil palavras Árabes na Língua Portuguesa. Belém: Secult-PA, 2005.
  • ZAIDAN, Assad. Raízes Libanesas no Pará. Belém, 2001.
  • ZAIDAN, Assad. Gibran Khalil Gibran: Filósofo dos Profetas, Profeta dos Filósofos. São Paulo: Escrituras, 2008.

Link para a matéria: http://lardruzo.org/index.php?option=com_content&view=article&id=51:livros&catid=38:arte-cultura-libanesa&Itemid=71

 

 

Gibran Khalil Gibran
Filósofo dos Profetas, Profeta dos Filósofos.
Assaad Zaidan
.


A vida é uma visão cheia de possibilidades e realizações doces e infinitas. Mas as pessoas são tão insignificantes e suas falas são insignificantes. A vida é poderosa. O homem é pequeno. E há um abismo entre a vida e o homem. Não se pode erguer uma ponte sobre esse abismo sem torcer sua alma e se contorcer. Vale apenas para um artista se acrobata?

Gibran foi um gênio libanês. Poeta, pensador, escritor, artista plástico, filósofo da profecia e profeta da filosofia. Ocupa lugar de destaque na literatura árabe e foi um defensor sem trégua dos direitos das mulheres orientais.
Bradando por liberdade, declarou guerra as oligarquias dominantes e sanguinária dos sultões otomanos, revelando suas divergências aos latifundiários religiosos e temporal libaneses. Sua escrita ficou marcada pela sensibilidade poética do seu pensamento humanista.
Foi o profeta da paz e do amor. Um príncipe da literatura, um gênio da arte e uma energia iluminadora da mente humana. Assinou seu nome na cultura mundial de uma forma que jamais será apagada. Isto porque a mensagem de seu pensamento despertou a força transformadora do futuro, e seu espírito penetrou na corrida do tempo, desprendendo as amarras apodrecidas das tradições.
A obra “Gibran Khalil Gibran” de autoria de Assaad Zaidan, traz ao leitor um apanhado sobre a história de vida, os amores, as influências, as poesias e as profecias de Gibran Khalil Gibran.
Assaad teve especial cuidado em relatar os amores de Gibran, com o objetivo de mostrar a delicadeza de espírito do poeta. O destaque, foi dado a Mary Haskell, que manteve com ele profunda amizade por vinte anos. Um longo e belo capítulo do livro revela a dedicação dos dois.

Abrahim Baze.

 

Link da Matéria:http://portalamazonia.locaweb.com.br/sites/literatura/noticia.php?idN=17428

 

 

 

Proximo ->